A Cia trás ao público três famosas histórias, mas contadas e cantadas de uma forma diferente. São elas:
- A princesa e a ervilha
- As doze princesas
- A roupa nova do rei
Dois contadores viajantes relembram histórias contados por seus pais, e esses mesmos contos estão guardados dentro de suas coloridas malas. O príncipe solteirão e chorão personagem de “A Princesa e a ervilha” e o rei de “ A roupa nova do rei”, são trazidos através da técnica do teatro de bonecos, O rei vaidoso, para escolher seus trajes convoca um desfile de roupas feito pelas crianças da platéia. “As doze princesas” e seus sapatos são simbolizados por diferentes calçados, além de músicas de referência medieval que foram resgatas.

Elementos muito usados são: bonecos, máscaras, tecidos e malas, pois quem viaja sempre vem com histórias para contar!

Músicas compostas especificamente para a contação passam a ter também a função narrativa, além de ambientar os fatos. Com uma simples estrutura busca-se en-cantar o imaginário infantil.

 

En-cantando o conto
Sinopse

Ficha Técnica

Criação: Talita Cabral
Atores/cantadores/contadores: 

Talita Cabral e Rodrigo Régis
Figurinos: Ieda Rodrigues
Composição e direção musical: Rodrigo Régis​
Adereços: Cia Navega Jangada​